Rafael Machado Costa

Dragon Ball foi criado por Toriyama Akira (1955-) e publicado originalmente na Weekly Shounen Jump, da editora Shueisha, entre 1984 e 1995. A edição encadernada, em formato tankoubon, teve seu primeiro volume publicado em 15 de setembro de 1985, e o 42º e último volume foi lançado na data de 9 de agosto de 1995. Uma segunda edição encadernada, em formato kanzenban, foi publicada em trinta e quatro volumes entre dezembro de 2002 e abril de 2004. A sequência mais conhecida, a série de animação Dragon Ball GT, foi exibida originalmente entre 1996 e 1997. Entretanto, no século XXI, o universo de Dragon Ball foi retomado por Toriyama e alguns artistas parceiros. O objetivo deste texto e apresentar o universo expandido de Dragon Ball nas histórias em quadrinhos, sendo que apenas parte deste material foi publicado no Brasil até hoje.

Nekomajin

NM
Nekomajin (kanzenban)

Escrito e desenhado por Toriyama e publicado originalmente entre 1999 e 2005 na Weekly Shounen Jump e na Monthly Shounen Jump, possui três arcos: Neko Majin ga Iru, com dois capítulos, Neko Makin Mike, com um capítulo, e Neko Majin Z, em cinco capítulos. Posteriormente foi publicado em uma edição encadernada kanzenban em 2005. No primeiro arco, o protagonista é Neko Majin (Mix), da raça neko majin (“gato mágico”) que vive no planeta desde antes da humanidade, que é extremamente forte, portador de poderes mágicos e está sempre tentando ganhar dinheiro com suas ações. A história se mostra como uma aventura/comédia de autoparódia ao estilo narrativo e clichês de Dragon Ball. Em Neko Majin Mike, o protagonista Neko Majin Mike, morador de uma pacata ilha, desperta depois de uma soneca de trinta e um anos e tenta ajudar Kojiro, que foi um garotinho seu amigo no passado e que se tornou o professor da escola da ilha depois de adulto, a conseguir o respeito de seus aluno. Já em Neko Majin Z, Neko Majin Z, um terceiro neko majin que é praticante de artes marciais, e seu amigo, um garoto sem nome que anda só de bermuda e carregando uma lança, ambos fãs de animes e que parecem andar a esmo por paisagens desérticas, acabam em confronto com diferentes personagens pertencentes ou relacionados ao universo de Dragon Ball. Nas história de Nako Majin Z, o título passa de uma paródia ao estilo narrativo de Dragon Ball para fazer parte do universo diegético da série fazendo Z e seu amigo encontrarem-se com alguns personagens de Dragon Ball e apresentando o mundo dos neko majin como uma planeta em algum lugar do mesmo universo. O Dragon Ball Chouzenshuu, a enciclopédia mais completa e fonte principal dos demais guias da série, de 2013, bem como o Dragon Ball Kanzenban Koushiki Guide de 2003-2004 apresentam o universo e os personagens de Nekomajin como parte do universo de Dragon Ball. O Chouzenshuu ainda define o mundo de Nekomajin como um universo paralelo à linha temporal da série animada Dragon Ball GT, exibida de 1996 a 1997, apresentando as incompatibilidades cronológicas entre as duas narrativas. O Dragon Ball Kan F: Toriyama Akira Kakioroshi Kyakuhon Kanzen Shuuroku reconhece a relação entre Freeza e Kreeza como parte da narrativa diegética oficial. Já o Dragon Ball S: Saiyajin Chou Saikyo COMICS, em sua lista completa de todos os saiyajin, cita Onio.

O título é um retorno de Toriyama ao seu tradicional estilo narrativo de humor envolvendo personagens desatentos e com comportamentos absurdos, com desenhos com estruturas aparentemente simples, mas com lindos acabamentos de texturas detalhadas.

HQ1
Nekomajin, capítulo 1
HQ2
Nekomajin, capítulo 2

 

IMG_1073
Neko Majin Z mostrado como discípulo de Gokou no diagrama de personagens da Dragon Ball Chouzenshuu, Vol. 1

Sachie-chan Guu!!

A-KSS
Katsura Akira: Katsura & Akira Short Stories (tankoubon)

Sachie-chan Guu!! é uma história em um único capítulo publicada originalmente na Jump Square em maio de 2008 e posteriormente em formato tankoubon no encadernado Katsura Akira: Katsura & Akira Short Stories publicado em 9 de abril de 2014. A HQ tem roteiro e design original de personagens feitos por Toriyama e desenhos de Katsura Masazaku (1962-) — autor de Denei Shoujo [Video Girl Ai] (1990-1993), DNA²: Dokoka de Nakushita Aitsu no Aitsu (1993-1994), Zetman (2002-2004) e outros —, que também refez os designs dos personagens de Toriyama adaptando-os para seu estilo.

A história trata da chegada de um grupo da espécie alienígena octoseijin, que vem em busca de artistas marciais vencedores de campeonatos na Terra para ajudá-los enfrentando o trio de criminosos espaciais que ataca seu mundo. Assim os octoseijin recrutam o campeão da copa mundial júnior de artes marciais Zarido e, na busca pelo mestre ninja Momochi, acabam levando sua filha Momochi Sachie.

IMG_1476
octoseijin
IMG_1482
agentes da Patrulha Galáctica
IMG_1478
designs de Toriyama para Sachie-chan Guu!!

 

Dragon Ball: Ossu! Kaette Kita Son Gokou to Nakama-tachi!!

Digitalizar0002
Dragon Ball: Ossu! Kaette Kita Son Gokou to Nakama-tachi!!, Vol. 1

Ooishi Naho, também conhecida pelo pseudônimo de Gichi, começou sua carreira como autora de doujinshi (fanzines japoneses), que incluíam versões e releituras de Dragon Ball que chamaram bastante atenção dos fãs. Em 2009 ela foi convidada pela equipe do selo Jump da editora Shueisha para desenhar, a partir do argumento desenvolvido por Toriyama, a versão para quadrinhos do OVA lançado em 2008 Dragon Ball: Ossu! Kaette Kita Son Gokou to Nakama-tachi!!.

 

 

 

 

Digitalizar0003
Dragon Ball: Ossu! Kaette Kita Son Gokou to Nakama-tachi!!, Vol. 2

A versão em quadrinhos de Dragon Ball: Ossu! Kaette Kita Son Gokou to Nakama-tachi!! (Dragon Ball: Oi! O Retorno de Son Gokou e seus Amigos) foi publicada em 2009 em duas edições especiais lançadas em 21 de março e 21 de abril de 2009 que acompanhavam as edições 5 e 6 da V-Jump daquele ano. Também houve em 8 de setembro de 2010 a publicação em um único volume da mesma história em versão film book, usando imagens do OVA, pelo selo Jump Super Anime Tour. Como na versão OVA, a história começa dois anos após a derrota de Boo no final da HQ original, quando, durante uma festa organizada por Mr. Satan, todos são surpreendidos pela chegada de Tarble, o irmão mais novo de Vegeta que fora enviado ao planeta Tech-Tech, requisitando auxílio para derrotar os irmãos Abo e Kado, também integrantes do exército anteriormente liderado por Freeza.

 

DB Osu AC
Super Jump Anime Tour Dragon Ball: Ossu! Kaette Kita Son Gokou to Nakama-tachi!! (film book)

Tarble, Abo, Kado e os demais personagens e eventos ocorridos em Dragon Ball: Ossu! Kaette Kita Son Gokou to Nakama-tachi!! são informados como parte da cronologia oficial no quarto volume da Dragon Ball Chouzenshuu, bem como Tarble é apresentado como irmão de Vegeta, e tanto ele como Abo e Kado como sendo subordinados de Freeza na Dragon Ball Kan F: Toriyama Akira Kakioroshi Kyakuhon Kanzen Shuuroku. Tarble também é citado na lista completa dos saiyajin presente no Dragon Ball S: Saiyajin Chou Saikyo COMICS na seção destinada a saiyajin originados das produções cinematográfica.

 

 

 

 

os
a chegada de Tarble e sua esposa, Gure, em Dragon Ball: Ossu! Kaette Kita Son Gokou to Nakama-tachi!!
IMG_1094
verbete sobre Tarble na Dragon Ball Chouzenshuu, Vol. 4

Dragon Ball SD

DBSD1
Dragon Ball SD, Vol. 1 (tankoubon)

De autoria de Ooishi, é a única das HQs aqui apresentada que não se conecta com a cronologia oficial da série. Dragon Ball SD teve início em 2010 na Saikyou Shounen Jump e ainda não foi encerrada, contendo duas séries, mais de quarenta capítulos e cinco volumes tankoubon já publicados.

Trata-se de um remake adaptado para uma narrativa mais simples e cômica com desenhos em estilo SD (super deformed). A primeira série, em quatro capítulos publicados entre 2010 e 2011, reconta momentos variados de Dragon Ball original saltando para pontos chaves de diferentes arcos: o treino de Gokou e Klilyn com Kame Sennin, a batalha entre Gokou e Freeza, a luta de Gokou e Gohan contra Cell e o confronto de Gokou, com a ajuda de Mr. Satan, contra Majin Boo. A segunda série, que compõe as edições tankoubon e publicada a partir de 2012, reiniciou a narrativa de maneira mais detalhada começando a partir do primeiro encontro de Gokou e Bulma e contando com vários capítulos extras, como os relacionados a Neko Majin, Dragon Ball: Episode of Bardock e ao arco  Kami to Kami. As edições tankoubon foram lançadas acompanhadas com cards exclusivos do jogo Dragon Ball Heroes.

DBSD2
Dragon Ball SD, Vol. 2 (tankoubon)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DBSD3
Dragon Ball SD, Vol. 3 (tankoubon)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DBSD4
Dragon Ball SD, Vol. 4 (tankoubon)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DBSD5
Dragon Ball SD, Vol. 5 (tankoubon)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jiya

Jiya foi é uma HQ em três capítulos publicada na Weekly Shounen Jump entre dezembro de 2009 e janeiro de 2010 e posteriormente em formato tankoubon na edição Katsura Akira: Katsura & Akira Short Stories em 9 de abril de 2014 junto com Sachie-chan Guu!!. Também possui roteiro e design original de personagens de Toriyama e desenhos e design adaptado por Katsura.

A história narra a vinda do patrulheiro galáctico Jiya à Terra à procura de outro patrulheiro galáctico desaparecido, Steth. Na Terra, Jiya auxilia a jovem Kaede Beniya e seu chofer, Kyumonji Yukio, quando são vítimas de um ataque de ladrões e decide acompanhá-los. Jiya acaba se envolvendo na investigação sobre um vampiro que ataca jovens mulheres chamado Vanpa.

IMG_1485
Jiya

Jiya e Steth são integrantes da Patrulha Galáctica, a força policial espacial que fora anteriormente citada em Sachie-chan Guu!!. Nessa história, também é citado pela primeira vez que a Patrulha Galáctica atua sob ordens do Rei da Galáxia, que posteriormente faria aparições como personagem em Ginga Patrol Jaco e Dragon Ball Super. Ainda, as roupas e veículos desenhados na história possuem uma estética típica do final da década de 1960 e começo da de 1970, indicando que a narrativa se passa pouco antes de Ginga Patrol Jaco.

IMG_1473
Sachie-chan, octoseijin e Jiya por Toriyama

 

Dragon Ball: Episode of Bardock

DBEB
Dragon Ball: Episode of Bardock (tankoubon)

De autoria de Ooishi Naho com supervisão de Toriyama, foi publicado originalmente em três capítulos entre junho a agosto de 2011 na V-Jump e adaptada como animação no mesmo ano. Narra o destino de Bardock, o pai de Son Gokou, após seu confronto contra Freeza no volume 26, capítulo 305, da série original e a origem da lenda do Super Saiyajin temida por Freeza. Em uma história mais focada na aventura e em estabelecer uma continuidade com a série original, Ooishi consegue reproduzir com sucesso o estilo de Toriyama. A edição tankoubon traz ainda algumas histórias curtas da série Dragon Ball SD de Ooishi tendo Bardock como protagonista e uma recapitulação de todas as aparições do personagens em quadrinhos, animações e videogames.

Uma versão animada de Dragon Ball: Episode of Bardock foi lançada em formato OVA em dezembro de 2011.

O Dragon Ball Chou Zenshuu também a apresenta como parte da cronologia oficial da diegese de Dragon Ball incluindo seus eventos na linha temporal da diegese principal. Já o Dragon Ball Kan F: Toriyama Akira Kakioroshi Kyakuhon Kanzen Shuuroku reconhece oficialmente o personagem Chilled como antepassado de Freeza, bem como Gine como mãe de Gokou e Raditz.

HQ3
Dragon Ball: Episode of Bardock
IMG_1075
Kreeza e Chilled como membros do clã de Freeza no diagrama de personagens da Dragon Ball Chouzenshuu, Vol. 1

Dragon Ball Heroes: Victory Mission

Toyotarou, conhecido anteriormente pelo pseudônimo Toyble, também iniciou sua

VM1
Dragon Ball Heroes: Victory Mission, capítulo 1

carreira como autor de doujinshi e ficou reconhecido ao publicar na internet nos anos de 2000 sua sequência não autorizada Dragon Ball AF, na qual continuava as aventuras dos personagens de Dragon Ball emulando o estilo formal de Toriyama. Em 2012 foi chamada para ser o autor da HQ Dragon Ball Heroes: Victory Mission baseada no videogame Dragon Ball Heroes, lançado em 2011 e que posteriormente recebeu diversas atualizações como Super Dragon Ball Heroes.

Dragon Ball Heroes trata-se de um jogo para arcade com diversos arcos narrativos expandindo o universo de Dragon Ball em que o jogador pode invocar personagens e utilizar técnicas a partir da leitura de cards colecionáveis. O jogo inclui uma variedade de personagens tradicionais, bem como versões alternativas e possíveis destes personagens.

Dragon Ball Heroes: Victory Mission foi publicado entre 2012 e 2015 sem ter sido

VM6
Dragon Ball Heroes: Victory Mission, capítulo 5

concluído ou receber edições encadernadas e conta com vinte e nove capítulos da narrativa principal e mais seis especiais. Tem como protagonistas Beat, um garoto saiyajin criado como um dos avatares do jogo Dragon Ball Heroes, e seus amigos, anos após os eventos de Dragon Ball GT. Valendo-se de tecnologia desenvolvida pela Capsule Corporation, Beat e seus companheiros disputam partidas em uma versão de Dragon Ball Heroes na qual conseguem viajar pelo tempo e espaço indo para períodos do tempo variados de diferentes universos alternativos. Dessa forma, Beat consegue conhecer e enfrentar diferentes personagens em versões alternativas dos universos de Dragon Ball, Nekomajin, Go Go Ackman, Dr. Slump e de outras obras de Toriyama. A narrativa se desenvolve sempre a partir do mundo de Beat, que ocorre no futuro da cronologia oficial de Dragon Ball GT. Valendo lembrar que, segundo as informações da Dragon Ball Chouzenshuu, os eventos de Dragon Ball GT são considerados parte da narrativa oficial após os eventos de Dragon Ball, mas ocorridos em uma linha temporal paralela à narrativa da chegada de Beerus à Terra e da aparição do Super Saiyajin God que leva à linha cronológica de Dragon Ball Super. Ou seja, seria uma linha temporal que existe paralela à principal, como é o caso da linha temporal de Trunks do futuro.

 

Ginga Patrol Jaco [Jaco the Galactic Patrolman]

GPJ0
Ginga Patrol Jaco [Jaco the Galactic Patrolman] (tankoubon)

Ginga Patrol Jaco, com roteiro e desenhos de Toriyama, foi publicado originalmente em onze partes em 2013 na Weekly Shounen Jump e é apresentada no catálogo da Jump como uma “aventura/comédia”. Os dez primeiros capítulos narram a história de Jaco Tirimentenpibosshi, um extraterrestre membro da Super Elite da Patrulha Galáctica que sofre um acidente na lua e cai na Terra. Após o acidente, Jaco tem sua nave espacial avariada e fica preso em uma ilha cujo único habitante é o Dr. Oomori Tokunoshin, um velho cientista que vive isolado obcecado com a ideia de construir uma máquina do tempo. Na tentativa de repararem a nave de Jaco, os personagens conhecem uma jovem chamada Tights que passa a acompanhá-los. O décimo primeiro capítulo e epílogo mostra como a narrativa está mais relacionada ao universo de Dragon Ball do que aparenta no início, juntando várias pontas da história ao revelar a missão que Jaco foi enviado para cumprir na Terra.

GPJ
Ginga Patrol Jaco [Jaco the Galactic Patrolman] – Super Elite Ver.

Jaco faz parte da Patrulha Galáctica, a força policial já anteriormente citada em Sachie-chan Guu!! e Jiya. Também é em Ginga Patrol Jaco que o Rei da Galáxia, citado em Jiya, aparece pela primeira vez, que curiosamente é um octoseijin, a espécie de extraterrestres que recruta Sachie-chan. A nave espacial de Jaco possui um design similar à dos tech-tech seijin que aparecem em Neko Majin e à dos octoseijin de Sachie-chan Guu!!. Apesar das alterações de design feitas em Jiya por Katsura, o brasão da Patrulha Galáctica mostrado em Ginga Patrol Jaco é similar ao presente nos designs e ilustrações feitos por Toriyama para a Patrulha Galáctica em Jiya.

As edições encadernada tankoubon e kanzenban publicadas em 2014 trazem ainda a história Dragon Ball Minus sobre as desconfianças de Bardock diante da obsessão de Freeza em relação às lendas do Planeta Vegeta a respeito do Super Saiyajin e do Super Saiyajin God e as precauções que toma em relação à sua família. Esta história também traz a primeira aparição de Gine, a esposa de Bardock e mãe de Raditz e Kakarotto/Son Gokou, amarrando a história ao epílogo de Ginga Patrol Jaco, bem como à HQ original de Dragon Ball e a Dragon Ball: Episode of Bardock. A edição kanzenban, batizada de Super Elite Ver., foi distribuída acompanhada de um cartão postal, um chaveiro e uma insígnia da Patrulha Galáctica.

O mais notável em Ginga Patrol Jaco é o esmero de Toriyama em criar ambientações e dar-lhes personalidade. A ilha de Oomori é apresentada como uma riqueza e precisão de detalhes que a faz verossímil como um espaço real e podendo ter cada um de suas áreas específicas reconhecidas pelo leitor cada vez que um de seus personagens volta a ela. O mesmo vale em relação à Capital do Leste. Os cenários não estão lá apenas para completar o fundo dos quadros, mas foram detalhadamente planejados como espaços específicos, com características próprias e funcionais e vivos ao serem preenchidos com uma infinidade de personagens e figurantes com personalidade própria e com figurinos elaborados. Há ainda vários detalhes referentes às roupas dos personagens, mobílias e equipamentos que são desenhos remetendo à estética da década de 1970, que funciona bem para ambientar a história dez anos antes do primeiro capítulo de Dragon Ball, cuja publicação iniciou em 1984. O outro ponto são os elaborados efeitos de uso de retícula ao longo de todas as páginas, que fez dela uma das mais detalhadas e bonitas HQs de Toriyama.

Bardock, Gine e os demais personagens saiyajin mostrados em Dragon Ball Minus são citados na lista completa de saiyajin presente no Dragon Ball S: Saiyajin Chou Saikyo COMICS na seção destinada a saiyajin originados da série principal de HQs. O Dragon Ball Super: Saikyou BOOK!! também apresenta os eventos de Ginga Patrol Jaco e Dragon Ball Minus como parte da cronologia oficial.

HQ4
Ginga Patrol Jaco
HQ5
Bardock e Gine, os pais de Gokou, em Dragon Ball Minus
HQ6
Kakarotto (Son Gokou) com sua família em Dragon Ball Minus

 

Dragon Ball Super – Special Comics

DBS0A
Dragon Ball Super – Special Comics, 2016

A partir de 2015 teve início a publicação de Dragon Ball Super com roteiros de Toriyama e desenhos de Toyotarou. O seu primeiro arco, Kami to Kami (Deus e Deus), trata-se de uma adaptação do longa metragem animado Dragon Ball Z: Kami to Kami lançado em 2013 e que foi adaptado e expandido como primeiro arco da série animada Dragon Ball Super exibida entre 2015 e 2018. Esse primeiro arco, narrando a vinda do deus da destruição Beerus à Terra e apresentando a forma Super Saiyajin God, foi publicado em completo com seus quatro capítulos em duas edições especiais distribuídas com outras publicações da Jump. Um delas, com o subtítulo Kami to Kami, foi lançada em dezembro de 2016 acompanhando a edição de janeiro da Saikyou Jump, e uma segunda edição foi distribuída no meio de 2017 com o intuito de promover a série.

 

DBS0b
Dragon Ball Super – Special Comics, 2017

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HQ10
Dragon Ball Super, capítulo 3

Dragon Ball Z: Fukkatsu no “F”

F5
Dragon Ball Z: Fukkatsu no “F”, capítulo 1

De fevereiro a abril de 2015 foi publicado Dragon Ball Z: Fukkatsu no “F” (Dragon Ball Z: “F” de Ressurreição) em três capítulos com roteiros de Toriyama e desenhos de Toyotarou na revista V-Jump. A história apresenta o início da narrativa do longa metragem animado de mesmo nome lançado em abril de 2015 e depois adaptado como segundo arco da série animada Dragon Ball Super.

A história da HQ conta como, enquanto Gokou e Vegeta treinam com Whis no planeta de Beerus, Sorbet, atual comandante do exército de Freeza, planeja utilizar as Dragon Ball na ressurreição de seu antigo líder para estabilizar os conflitos internos de suas tropas e recuperar o controle da galáxia. Mas Freeza pretende ir à Terra para se vingar daqueles que o derrotaram. Entretanto a HQ não possui final, deixando-a em aberto para que os leitores fossem ao cinema conferir o longa lançado no mesmo mês da publicação do terceiro e último episódio.

f3
Dragon Ball Z: Fukkatsu no “F”, capítulo 3
Fukkatsu
Dragon Ball Z: Fukkatsu no “F”, capítulo 2

Dragon Ball Kan F: Toriyama Akira Kakioroshi Kyakuhon Kanzen Shuuroku

DBF
Dragon Ball Kan F: Toriyama Akira Kakioroshi Kyakuhon Kanzen Shuuroku

Trata-se de uma edição especial distribuída na estreia do longa Dragon Ball Z: Fukkatsu no “F” em 18 de abril de 2015. A edição contém uma introdução escrita por Toriyama, seus designs de personagens para a história, uma guia sobre Freeza contendo uma linha cronológica de sua participação na série, um gráfico ilustrado explicando suas relações com outros personagens e um guia abordando suas formas e transformações. A edição traz ainda o roteiro completo da história escrita por Toriyama, bem como os storyboards que fez para acompanhá-lo.

 

 

 

 

HQ7
design de personagens para Dragon Ball Z: Fukkatsu no “F” em Dragon Ball Kan F: Toriyama Akira Kakioroshi Kyakuhon Kanzen Shuuroku
HQ8
diagrama de personagens relacionados a Freeza em Dragon Ball Kan F: Toriyama Akira Kakioroshi Kyakuhon Kanzen Shuuroku
hq9
roteiro e storyboards de Dragon Ball Z: Fukkatsu no “F” em Dragon Ball Kan F: Toriyama Akira Kakioroshi Kyakuhon Kanzen Shuuroku

Dragon Ball Super

A versão em quadrinhos de Dragon Ball Super começou a ser publicada na V-Jump em junho de 2015 e encontra-se em publicação até o momento. Com roteiros e supervisão de Toriyama e desenhos de Toyotarou, iniciou adaptando o longa Dragon Ball Z: Kami to Kami de 2013 e em julho de 2015 foi adaptada para uma série animada exibida entre 2015 e 2018. A HQ difere um pouco da série animada ao não conter o segundo arco da série, já parcialmente produzido como a HQ Dragon Ball Z: Fukkatsu no “F” e como longa animado em 2015, continuando a narrativa a partir daí com o arco do torneio entre o Universo 7 e o Universo 6. Ao longo dos capítulos, os eventos Fukkatsu no “F” são citados várias vezes dando ênfase que fazem parte da cronologia direta, apesar de não constarem na adição tankoubon.

DBS1
Dragon Ball Super, Vol. 1 (tankoubon)

O primeiro volume, Dai 6 Uchuu no Senshi-tachi (Guerreiros do Universo 6), publicado em 9 de abril de 2016, traz o arco Kami to Kami completo, em quatro capítulos — também publicados na edição Special Comis —, mais os cinco primeiros capítulos do arco VS Dai 6 Uchuu (VS Universo 6), um capítulo extra narrando como o planeta do Kaioh do Norte foi reconstruído e uma entrevista feita com ambos os autores, Toriyama e Toyotarou. O arco Kami to Kami é bem resumido e com uma narrativa rápida e quase burocrática, no sentido de que parece tentar cumprir algumas etapas o mais rápido possível, que leva e não conseguir empolgar muito o leitor, devido à diretriz editorial de fazer a HQ se aproximar do arco que era exibido na época pela versão em animação. Ainda pula completamente o arco Fukkatsu no “F”, também para acelerar a narrativa e porque já havia sido parcialmente publicado anteriormente à estreia do longa que o adapta. A partir de VS Dai 6 Uchuu a narrativa assume o ritmo não apressado, mais agradável e interessante.

DBS2
Dragon Ball Super, Vol. 2 (tankoubon)

O Segundo volume, Yuushou Uchuu, Tsuini Kettei!! (O universo vencedor, finalmente decidido) publicado em 7 de dezembro de 2016, narra os quatro capítulos finais do arco VS Universo 6, com algumas diferenças em relação a versão da série animada, e traz ainda os dois primeiros capítulos do arco Mirai Trunks (Trunks do Futuro). Sendo que esse segundo arco do volume tem desenhos extremamente elaborados e detalhistas de Toyotarou, principalmente nas cenas passadas no futuro alternativo de Trunks, representando as ruínas da Capital do Oeste de maneira naturalista remetendo a uma tradição imagética pós-apocalíptica dos Quadrinhos japoneses, como Akira. O volume contém ainda um capítulo especial narrando como Pilaf, Mye e Shu da linha temporal de Trunks do futuro voltaram à infância, além de uma seção extra com comentários de Toyotarou, inclusive do processo de desenvolvimento da HQ entre ele e Toriyama.

DBS3
Dragon Ball Super, Vol. 3 (tankoubon)

O volume 3, Ningen 0 Keikaku (Plano para 0 Humanos) publicado em 7 de junho de 2017, traz mais cinco capítulos do arco Trunks do Futuro, com algumas diferenças em relação aos acontecimentos da série animada, principalmente quanto aos eventos relacionados à narrativa de Zamasu. Contém ainda uma seção em que Toyotarou comenta as correções feitas por Toriyama em sua arte.

 

 

 

 

 

 

 

DBS4
Dragon Ball Super, Vol. 4 (tankoubon)

O volume 4, HOPE e no Last Chance (Última chance para embarcar na HOPE) publicado em 7 de novembro de 2017, continua o arco Trunks do Futuro com mais quatro capítulos, mas com várias diferenças em relação à série animada. Sendo que inclui no final uma entrevista com Toriyama e Toyotarou. O volume 5, Kessen! Saraba Trunks (Batalha Decisiva! Adeus, Trunks) publicado em 7 de março de 2018, conclui o arco Trunks do Futuro e inicia Uchuu Survival (Sobrevivência Universal), além de conter um capítulo especial sobre o encontro de Trunks do futuro com Gohan antes da batalha decisiva contra Zamasu. O volume 5 foi distribuído em algumas lojas acompanhando de uma sobrecapa variante limitada estrelando Trunks.

 

 

DBS5
Dragon Ball Super, Vol. 5 (tankoubon)

O arco Sobrevivência Universal continua no volume 6, Atsumare Super Senshi-tachi! (Reúnam-se, superguerreiros!) publicado em 9 de junho de 2018, traz quatro capítulos do arco Sobrevivência Universal e mais uma seção extra em que Toyotarou comenta intervenções feitas por Toriyama em seus desenhos. Ainda, possui desde seu início diferenças em relação à séria animada. Sendo que o volume 7 já foi anunciado com previsão de lançamento em setembro de 2018.

Analisando os arcos, Kami to Kami é simples e rápido, com apenas quatro capítulos, e não traz muitas diferenças em relação ao longa de mesmo nome. A narrativa chega a não ser muito interessante, devido à falta de aprofundamento e aparente pressa em ser concluída. Fukkatsu no “F”, em seus três capítulos, segue a mesma história do longa de mesmo nome, mas possui várias páginas de desenhos elaborados e detalhados, entretanto se encerra antes de concluir a narrativa, no ponto em que a batalha final está para começar, e não foi incluído na edição tankoubon. VS Dai 6 Uchuu segue a linha da série animada, com poucas diferenças e com batalhas um

DBS5e
Dragon Ball Super, Vol. 5 (tankoubon) sobrecapa limitada

pouco mais rápidas e alguns momentos interessante na narrativa e nos desenhos. Já Mirai Trunks tem um acabamento bem superior, com uma narrativa elaborada, passando por pontos chaves similares à série animada, mas como várias divergências no seu desenvolvimento e reviravoltas que lembram muito mais o ritmo de Dragon Ball original, com destaque a novas transformações não presentes na série animada e nos eventos relacionados à chegada de Babidi e Darbura à Terra da linha temporal de Trunks do futuro. Bem como os desenhos de Toyotarou extremamente detalhados e com influência da tradição das narrativas pós-apocalípticas do manga nas cenas passadas no futuro de Trunks devastado primeiramente pelos androides e posteriormente por Gokou Black. Uchuu Survival segue o ritmo de Mirai Trunks, e traz vários desenvolvimentos narrativos novos e divergentes da história da série animada e ainda ilustrações detalhadas, como a apresentação dos deuses dos doze universos diante de Zenoh.

DBS6
Dragon Ball Super, Vol. 6 (tankoubon)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DBS7
Dragon Ball Super, Vol. 7 (tankoubon)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hq11
apresentação dos guerreiros do Universo 6 em Dragon Ball Super, capítulo 7, vol. 2
hq12
destruição no mundo paralelo de Trunks do futuro causada por Gokou Black em Dragon Ball Super, vol. 3
HQ14
apresentação dos Pride Troopers em Dragon Ball Super, vol. 6

Dragon Ball Gaiden: Tensei Shitara Yamcha Datta Ken

DBG
Dragon Ball Gaiden: Tensei Shitara Yamcha Datta Ken (tankoubon)

Escrito e desenhado por Dragon Garow Lee — também anteriormente autor de doujinshi e que ficou reconhecido pelo seu trabalho disponibilizado na internet — foi publicado originalmente na V-Jump entre dezembro de 2016 e agosto de 2017 em quatro capítulos, mais dois epílogos. Como o título diz, Dragon Ball Gaiden: Tensei Shitara Yamcha Datta Ken (Dragon Ball Gaiden: o caso da vez em que reencarnei como Yamcha) trata-se de um gaiden (história externa), o termo usado na literatura japonesa para narrativas que se desenvolvem paralelas ou alternativamente à narrativa principal, não necessariamente integrando a diegese oficial. A HQ conta a história de um garoto fã de Dragon Ball que sofre um acidente a caminho de um evento e reencarna como Yamcha logo após a destruição do castelo de Pilaf por Gokou na forma oozaru. A principio o personagem fica empolgado por estar no universo de Dragon Ball e com a possibilidade de se tornar namorado de Bulma, mas, ao lembrar da morte de Yamcha pelos saibaimans, decide mudar a linha narrativa acompanhando Gokou em seus treinamentos e se tornando extremamente poderoso. A partir daí a HQ recria várias situações da série original reimaginando-as com a interferência de um Yamcha muito mais forte e que tem conhecimento dos eventos que estão por vir. Ao longo da história, o personagem passa por um desafio inesperado e, apesar de ser apresentada como um gaiden, seus eventos são explicados de um jeito que se encaixam na cronologia oficial da franquia, mais precisamente após o arco VS Dai 6 Uchuu de Dragon Ball Super. Formalmente, Dragon Garow Lee é eficiente e duplicar o estilo usado por Toriyama na época de publicação de Dragon Ball, recriando vários cenários e quadros da obra original adaptando-os para a sua narrativa. Embora use o estilo em contraste com os desenhos naturalistas passados no “mundo real” em que o protagonista vivia antes de morrer e reencarnar como Yamcha.

A edição tankoubon publicada em 7 de novembro de 2017, é acompanhada ainda por um card exclusivo do jogo Dragon Ball Heroes de Yamcha com altos status para o personagem.

HQ15
“mundo real” em Dragon Ball Gaiden: Tensei Shitara Yamcha Datta Ken, capítulo 1
HQ16
Yamcha com poder de luta de “mais de 10.000!” em Dragon Ball Gaiden: Tensei Shitara Yamcha Datta Ken, capítulo 2

Dragon Ball Heroes: Charisma Mission!

RookieCharismaMission2
Dragon Ball Heroes: Rookie Charisma Mission 0

De autoria de Nagayama Yoshitaka e publicada a partir de dezembro de 2013 na Saikyou Jump, Dragon Ball Heroes: Charisma Mission! e os arcos seguintes, Dragon Ball Heroes: Rookie Charisma Mission 0, Dragon Ball Heroes: Super Charisma Mission! e Super Dragon Ball Heroes: Ultimate Charisma Mission!!, dão continuidade aos eventos de Dragon Ball Heroes: Victory Mission. A HQ conta com capítulos curtos que servem de tutorial do jogo Dragon Ball Heroes ou apresentam novos eventos, missões, atualizações e arcos através de histórias envolvendo personagens baseados nas classes disponíveis para customização de personagens. Os primeiros títulos da série  são protagonizados pelo grupo integrado por Battle Navigator Tsubasa, Battle Princess Momo-chan, Yoshito-kun — um engenheiro da Capsule Corporation que também aparece em Dragon Ball Heroes: Victory Mission e é inspirado no próprio Nagayama — e o cientista da Capsule Corporation Dr. Bikini. Os eventos se passam na linha temporal de Dragon Ball GT após os eventos de Dragon Ball Heroes: Victory Mission também envolvendo a tecnologia similar ao jogo Dragon Ball Heroes capaz de levar os protagonistas para diferentes locais no tempo e espaço. Já em Super Dragon Ball Heroes: Ultimate Charisma Mission!!, Tsubasa e Momo-chan são substituídos por novos personagens, Battle Navigator Yuuki e Battle Princess Suzu, além de Dr. Bikini e Yoshito-san, agora como engenheiro-chefe, e segue com a mesma temática dos arcos anteriores.

Super Dragon Ball Heroes: Ultimate Charisma Mission!! foi publicado em conjunto na a edição tankoubon de Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!.

HQ19
Personagens de Super Dragon Ball Heroes: Ultimate Charisma Mission!! auxiliando Cell de uma realidade paralela contra os Guerreiros Z em Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!, vol. 1.

Dragon Ball Xenoverse 2 The Manga

DBX2
Dragon Ball Xenoverse 2 The Manga

Lançado em novembro de 2016 como parte integrante da “edição de colecionador” do videogame Dragon Ball Xenoverse 2, essa HQ tem autoria de Toyotarou, com supervisão de Toriyama. A história se passa um ano após os eventos do jogo Dragon Ball Xenoverse e um ano antes da sequência. Dragon Ball Xenoverse é um videogame lançado em 2015 para consoles domésticos de batalhas em um ambiente tridimensional podendo ser jogado em campanha solo ou em modo de multijogadores através de uma conexão de internet que dá continuidade aos conceitos e à narrativa de Dragon Ball Online. A história se inicia com Trunks: Xeno liderando a Time Patrol, uma força militar de manutenção da linha cronológica a serviço de Chronoa, a Kaiohshin do Tempo, e desejando a Shen Long que invoque um poderoso guerreiro para auxiliá-lo. Esse indivíduo invocado, conhecido como Mirai Senshi (Guerreiro do Futuro), trata-se do personagem jogável que deve auxiliar Trunks a viajar por linhas cronológicas paralelas para restaurar suas linhas do tempo de alterações indesejadas. A narrativa do jogo apresenta de maneira clara a existência de incontáveis possíveis linhas temporais alternativas e faz referência e complementa a narrativa de Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!.

Em Dragon Ball Xenoverse 2 The Manga, Toyotarou apresenta uma história promocional curta introduz o segundo Mirai Senshi e protagonista do jogo Dragon Ball Xenoverse 2 apresentando a Patrulha do Tempo, seu predecessor e a nova sede da organização re-elaborada por Chronoa após o surgimento de múltiplas fendas temporais desconhecidas. A HQ serve como introdução para o jogo Dragon Ball Xenoverse 2 dando uma ideia dos novos implementos em relação à versão anterior.

Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!

DBH1
Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!, Vol. 1 (tankoubon)

Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission! (Super Dragon Ball Heroes: Missão Mundo Demoníaco da Escuridão!) também de autoria de Nagayama, foi publicado na V-Jump entre agosto de 2016 e abril de 2018 e depois em uma edição tankoubon em dois volumes lançados em 7 de maio de 2017 e 7 de maio de 2018, respectivamente. A narrativa se relaciona diretamente tanto com as HQs e animações originais, quanto com os videogames Dragon Ball Heroes, Dragon Ball Oline e a série Dragon Ball Xenoverse, fazendo a ligação entre as narrativas e estabelecendo-as como parte de uma mesma diegese e cronologia.

 

 

Dragon Ball Online é um jogo de computador em estilo MMORPG (RPG para ser jogado em rede com múltiplos jogadores simultâneos) lançado em 2010 e encerrado em 2013. A sua história se passa 216 anos após a HQ original e teve seu roteiro e design de personagens e locais criados por Toriyama, que também supervisionou a produção sob seu controle criativo.

DBonline
Dragon Ball Online, capa

O jogo se passa em um futuro em que o mundo é

Dende(DBO)
Design de Dende feito por Toriyama para Dragon Ball Online

habitado por humanos, descendentes de Majin Boo, artistas marciais que deram continuidade aos estilos de Kame Sennin e Tsuru Sennin, namecseijins que migraram para Terra após novo Namec ser atacado. A história se desenvolve com Trunks: Xeno, uma versão alternativa de Trunks que foi recrutado pela Kaiohshin do Tempo para liderar a Time Patrol fazendo correções em alterações na História, combatendo os Time Breakers, um grupo de indivíduos que viaja no tempo criando alterações na história e

androd 9
Design do Android Nº 9 feito por Toriyama para Dragon Ball Online

controlando mentalmente outros personagens para seus propósitos. Os principais membros dos Time Breakers são Towa — uma cientista irmã de Darbura —, Mira — um bioandroide criado por Towa para ser seu agente —, e o Saiyajin Mascarado ­— um saiyajin sob controle mental de Towa que posteriormente se revela sendo Bardock capturado diretamente do planeta Plant após os eventos de Dragon Ball: Episode of Bardock. Vale destacar que o jogo ignora os eventos de Dragon Ball GT se encaixando com os eventos da linha temporal principal, incluindo os jogos da série Dragon Ball Xenoverse, e que teve seu roteiro escrito pelo próprio Toriyama.

Dbo-races-1-
Design de classes de personagens feito por Toriyama para Dragon Ball Online

 

DBH2
Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!, Vol. 2 (tankoubon)

O primeiro volume de Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!, Shutsudou! Time Patrol (Expedição! Patrulha do Tempo), inicia-se com Trunks: Xeno, logo após derrotar Cell em sua linha temporal, sendo recrutado pela Kaiohshin do Tempo para integrar sua Time Patrol e o primeiro confronto com Towa, Mira e o Saiyajin Mascarado. O plano de Towa, além de coletar a energia kili emanada durante batalhas para seus propósitos, é encontrar as Dragon Ball Escuras para restaurar a juventude e poder do rei do Ankoku Makai, Mechikabura. Entretanto as Dragon Ball Escuras se espalham pelas linhas temporais paralelas se fixando a indivíduos violentos e aumentando seu poder. Para enfrentar os Time Breakers do Ankoku Makai e tentar recuperar as Dragon Ball Escuras, Chronoa recruta Son Gokou: Xeno e Vegeta: Xeno, versões de Gokou e Vegeta de linhas temporais paralelas, para integrar a Time Patrol e ajudar Trunks: Xeno. O volume também contam com capítulos especiais da série Dragon Ball Heroes: Ultimate Charisma Mission!!. A narrativa segue em um segundo volume chamado Ankoku Makai Fukkatsu no Toki (O Momento da Ressurreição do Mundo Demoníaco da Escuridão).

Trunks_Bardock_vs_Mira
Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!, capítulo 1, vol. 1

Ambos os volumes tankoubon vêm acompanhadas de cards exclusivos do jogo Super Dragon Ball Heroes.

HQ17
Trunks: Xeno vs Bardock como Saiyajin Mascarado em Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!, capítulo 1, vol. 1
HQ18
apresentação de Son Gokou: Xeno em Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!, capítulo 2, vol. 1

Dragon Ball Discross Jinryuku God MAX!! e Dragon Ball Fusions the MANGA!!

DBFs
Dragon Ball Fusions the MANGA!!, capítulo 1

Além desses há ainda Dragon Ball Discross Jinryuku God MAX!!, baseado no videogame para arcade lançado em 2014 Dragon Ball Discross. E Dragon Ball Fusions the MANGA!!, de Otoki Hiroshi publicada entre abril de 2016 e maio de 2018 em treze capítulos na Saikyou Jump baseado no videogame de mesmo nome lançado em 2016 para Nintendo 3DS, em que o garoto Tekka e seu rival Pinich participam de um torneio envolvendo diferentes linhas temporais alternativas.

 

 

 

 

 

Super Dragon Ball Heroes: Universe Mission

DBUMia
Super Dragon Ball Heroes: Universe Mission, capítulo 1

De autoria de Nagayama e publicado a partir de maio de 2018 na Saikyou Jump, dá continuidade aos eventos de Dragon Ball Super e Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission! e se relaciona com o arco Kangoku Wakusei (Planeta Prisão) de Super Dragon Ball Heroes. A história inicia com a premissa de que, após o arco Sobrevivência Universal de Dragon Ball Super, Trunks do futuro e Mye do futuro vão para o planeta de Beerus, onde Trunks passa a treinar com Vegeta e Gokou sob a supervisão de Whis. Então Trunks desaparece, e surge Fu dizendo que Trunks foi levado como prisioneiro para o Planeta Prisão. Assim, Gokou e Vegeta seguem Fu para resgatarem Trunks, e acabam se encontrando com o membro da Time Patrol, Son Gokou: Xeno. A história une as narrativas de Dragon Ball Super, Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai Mission!, e dos jogos Dragon Ball Heroes, Dragon Ball Online e Dragon Ball Xenoverse. Uma série animada baseada na HQ estreou em 1 de julho de 2018.

DBUMb
Super Dragon Ball Heroes: Universe Mission, capítulo 1

Ainda, o personagem Fu foi criado originalmente por Toriyama para Dragon Ball Online e foi posteriormente inserido em Dragon Ball Xenoverse 2 e Super Dragon Ball Heroes.

Fu(DBO)
Design de Fu feito por Toriyama para Dragon Ball Online

 

 

 

 

 

 

 

 

Formalmente, Dragon Garow Lee é o desenhista da franquia que mais consegue reproduzir o estilo de Toriyama usado em Dragon Ball, incluindo reproduzindo enquadramentos idênticos aos da série original. O que é bem eficiente se consideramos que Dragon Ball Gaiden: Tensei Shitara Yamcha Datta Ken tem como objetivo reimaginar eventos da série original. Nagayama Yoshitaka tem um estilo mais caricato, menos detalhado e que apela para representações de abstracionismo icônico sem reservas. Toyotarou e Ooishi Naho seguem o estilo de Toriyama, respeitando suas características, mas adaptando-as para formas mais atuais de linhas levemente mais arredondadas nos personagens, sendo que, principalmente Toyotaro, mostram um domínio e dedicação para representar cenas intensas de movimentação. Já Toriyama Akira, como se pode constatar em Ginga Patrol Jaco, tornou-se um desenhista muito mais detalhista e dedicado à representação de espaços e de texturas do que era na época em que realizou Dragon Ball. Características que também podem ser atestadas em outros de seus trabalhos mais recentes, como os designs dos últimos videogames da série Dragon Quest da Square-Enix.

 

Por fim, quanto à cronologia da série, podemos constatar a existência das seguintes linhas temporais paralelas integrantes da diegese:

  1. A) A linha temporal original na qual Gokou morreu de uma doença cardíaca, os androides assassinaram a maioria dos demais protagonistas, Trunks do futuro voltou no tempo e posteriormente foi assassinado por Cell, que após isto também voltou no tempo para absorver os androides 17 e 18 iniciar os Jogos de Cell.
  2. B) A linha temporal na qual Gokou morreu de uma doença cardíaca, os androides assassinaram a maioria dos demais protagonistas, Trunks do futuro voltou no tempo, participou dos Jogos de Cell no passado e, ao voltar para sua linha temporal, derrotou Cell, em que Kaioshin foi morto no confronto contra Babidi e Darbura, resultando na morte de Beerus, na qual chegou Gokou Black e na qual o universo foi apagado por Zenoh.
  3. C) A linha temporal na qual Gokou morreu de uma doença cardíaca, os androides assassinaram a maioria dos demais protagonistas, Trunks do futuro voltou no tempo, participou dos Jogos de Cell no passado e, ao voltar para sua linha do tempo, derrotou Cell, em que Trunks do futuro foi com Mye do futuro após a derrota de Zamasu impedindo a morte de Kaiohshin e de Beerus não resultando em um mundo sem deuses que pudesse ser reivindicado por Zamasu e da qual Trunks e Mye partiram para ir treinar no planeta de Beerus na linha temporal principal.
  4. D) A linha temporal na qual Gokou foi salvo da morte pelo remédio trazido por Trunks do futuro, na qual Cell foi derrotado nos Jogos de Cell por Gohan, e na qual, após a batalha contra Boo, Gokou foi transformado em criança por Pilaf e seu grupo, desenrolando-se nos eventos de Dragon Ball GT e posteriormente de Dragon Ball Heroes: Victory Mission e Dragon Ball Heroes: Charisma Mission!.
  5. E) A linha temporal na qual Gokou foi salvo da morte pelo remédio trazido por Trunks do futuro, na qual Cell foi derrotado nos Jogos de Cell por Gohan, e na qual, após a batalha contra Boo, Beerus chegou à Terra levando à transformação do Super Saiyajin God e aos eventos de Dragon Ball Super, na qual Zamasu roubou o corpo de Gokou, matou sua família e partiu para a linha temporal de Trunks do futuro.
  6. F) A linha temporal na qual Gokou foi salvo da morte pelo remédio trazido por Trunks do futuro, na qual Cell foi derrotado nos Jogos de Cell por Gohan, e na qual, após a batalha contra Boo, Beerus chegou à Terra levando à transformação do Super Saiyajin God e aos eventos de Dragon Ball Super, na qual Zamasu foi destruído por Beerus, da qual Gokou e Vegeta partiram para resgatar Trunks do futuro do Planeta Prisão e sendo a linha temporal principal e que leva ao futuro de Dragon Ball Online e Dragon Ball Xenoverse e que pode ser aquela da qual faz parte os eventos de Nekomajin.
  7. G) As demais linhas paralelas alternativas, incluindo aquelas que sofreram intervenções das ações da Time Patrol e as das quais se originaram Son Gokou: Xeno e Vegeta: Xeno.
IMG_1104
diagrama das linhas temporais alternativas em Dragon Ball Chouzenshuu, Vol. 4
HQ13
diagrama das linhas temporais alternativas em Dragon Ball Super, Vol. 4

Referências

DRAGONGAROW LEE. Dragon Ball Gaiden: tensei shitara Yamcha datta ken. Edição tankoubon. Jump Comics +. Toukyou: Shueisha, 7 de novembro de 2017.

KATSURA Masazaku; TORIYAMA Akira. Katsura Akira: Katsura & Akira short stories. Edição tankoubon. Jump Comics/Young Jump. Toukyou: Shueisha, 9 de abril de 2014.

NAGAYAMA Yoshitaka. Super Dragon Ball Heroes: Ankoku Makai mission!. Edição tankoubon. Vol. 1-2. Jump Comics/Saikyou Jump. Toukyou: Shueisha, 2017-2018.

OOISHI Naho. Dragon Ball: episode of Bardock. Edição tankoubon. Jump Comic. Toukyou: Shueisha, 4 de fevereiro de 2014.

TORIYAMA Akira. Dragon Ball. Edição tankoubon. Vol. 1-42. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, 1985-1995.

TORIYAMA Akira. Dragon Ball Chouzenshuu – Vol. 1: story & world guide. Toukyou: Shueisha, 2013.

TORIYAMA Akira. Dragon Ball Chouzenshuu – Vol. 2: animation guide part 1. Toukyou: Shueisha, 2013.

TORIYAMA Akira. Dragon Ball Chouzenshuu – Vol. 3: animation guide part 2. Toukyou: Shueisha, 2013.

TORIYAMA Akira. Dragon Ball Chouzenshuu – Vol. 4: chou jiten. Toukyou: Shueisha, 2013.

TORIYAMA Akira. Dragon Ball Kan F: Toriyama Akira kakioroshi kyakuhon kanzen shuuroku. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, 18 de abril de 2015.

TORIYAMA Akira. Dragon Ball Kenzenban Koushiki Guide: Dragon Ball Forever: story jinzouningen hen ~ Majin Boo hen – all bouts & characters. Toukyou: Shueisha, 2004.

TORIYAMA Akira. Dragon Ball Kenzenban Koushiki Guide: Dragon Ball Landmark: shounen hen ~ Freeza hen. Toukyou: Shueisha, 2003.

TORIYAMA Akira (roteiro); OOISHI Naho (desenho). Dragon Ball: ossu! kaette kita Son Gokou to nakama-tachi!!. Vol. 1-2. V Jump Tokubetsu Furoku. Toukyou: Shueisha, 2009.

TORIYAMA Akira; TOYOTAROU. Dragon Ball S: chou saikyou comics. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, dezembro de 2017.

TORIYAMA Akira (roteiro original); OOISHI Naho (roteiro e desenho). Dragon Ball SD. Vol. 1-5. Edição tankoubon. Jump Comics/Saikyou Jump. Toukyou: Shueisha, 2013-2018.

TORIYAMA Akira (roteiro); TOYOTAROU (desenho). Dragon Ball Super. Edição tankoubon. Vol. 1-6. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, 2016-2018.

TORIYAMA Akira (roteiro); TOYOTAROU (desenho). Dragon Ball Super: “Dragon Ball Super” maru wakari!! dawn to tameshi tomi. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, 22-23 de dezembro de 2018.

TORIYAMA Akira; TOYOTAROU; OOISHI Naho. Dragon Ball Super: saikyou BOOK!!. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, 1 de dezembro de 2018.

TORIYAMA Akira (roteiro); TOYOTAROU (desenho). Dragon Ball Super: special comics!!. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, 2016/2017.

TORIYAMA Akira. Enciclopédia Dragon Ball Z: a lenda de Son Goku. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2005.

TORIYAMA Akira. Ginga Patrol Jaco [Jaco the Galactic Patrolman]. Edição kanzenban. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, 9 de abril de 2014.

TORIYAMA Akira. Nekomajin. Edição kanzenban. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, 9 de abril de 2005.

TORIYAMA Akira. Super Jump Anime Tour Dragon Ball: Ossu! Kaette Kita Son Gokou To Nakama-Tachi!!. JSAT Ban Anime Comics. Jump Comics. Toukyou: Shueisha, 8 de setembro de 2010.

TV Animation Dragon Ball Super: super start guide. Toukyou: Shueisha, 3 de julho de 2015.

 

Para citar este artigo:
COSTA, Rafael Machado. O Universo de Dragon Ball após “Dragon Ball”: guia de leitura e cronologia nas HQs até o novo “Super Dragon Ball Heroes: Universe Mission”. 03 de julho de 2018. Disponível em: https://ilhakaijuu.com/2018/07/03/o-universo-de-dragon-ball-apos-dragon-ball-guia-de-leitura-e-cronologia-nas-hqs-ate-o-novo-super-dragon-ball-heroes-universe-mission/

Anúncios

2 Comments

  1. obrigado pelo árduo trabalho de resumir tanta informação, já li Dragon Ball, Dr. Slump, o Gaiden do Yancha, Nekomajin, Jaco, Katsura/Akira Short Stories, vi os animes originais do Z ao GT, juntamente ao Super e o Heroes, bastante coisa.
    Só uma coisa Sandland um volume único do Toriyama não faz parte do cânone da franquia, o protagonista é filho do Dabura não é?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s